Condição sanitária e manejo inadequados podem causar diarreia infecciosa em grandes animais

Milagre do Verbo Agência de Comunicação / 07/04/2016

Fatores como manejo inadequado e condições sanitárias precárias são responsáveis pela grande incidência de diarreia infecciosa em rebanhos de grandes animais – principalmente bovinos e equinos – nas fazendas brasileiras. A doença, no entanto, pode ocasionar prejuízos também ao criador, como queda de produtividade, significativas perdas econômicas e até a morte dos infectados.

De acordo com Diego Favero, especialista em Produtos para Grandes Animais da UCBVET Saúde Animal, indústria de medicamentos veterinários, os bovinos e equinos recém-nascidos são mais vulneráveis à doença. “Esses animais nascem totalmente desprotegidos em função do tipo de placenta das mães, que não permite a passagem de anticorpos durante a gestação. Após o nascimento, se eles não mamam o colostro (leite de baixo volume secretado nos primeiros dias de amamentação pós-parto), ficam ainda mais expostos a infecções, tornando os quadros de diarreia mais comuns nessa faixa etária”, explica.

Além da idade, outros motivos podem levar à infecção, como animais de diversas faixas etárias no mesmo local, água e alimentos contaminados e de baixa qualidade nutricional. “Se o animal sofre algum tipo de estresse – seja pelo transporte, contenção, condições climáticas, instalações climáticas ou processo cirúrgico –, poderá desenvolver uma queda na imunidade, o que o deixa predisposto a uma futura diarreia”, completa o especialista.

Prevenção e combate

As diarreias infecciosas podem ser ocasionadas por vírus e bactérias – no entanto, em alguns casos, também podem estar relacionadas à presença de vermes. A prevenção da doença deve ser feita por meio do fornecimento completo do colostro para reduzir os fatores predisponentes, controle e manejo nutricional, vermifugação, além de vacinar as fêmeas, no pré-parto, e os recém-nascidos contra os microrganismos que podem ocasionar a diarreia.

Favero salienta que a rápida detecção da doença é fundamental para o sucesso do tratamento. “Assim que são notadas as alterações no animal, como febre e depressão, o médico veterinário deve ser consultado para que possa montar um protocolo de tratamento, fazendo a reidratação do animal e utilização de medicamentos adequados”, afirma.

Observando a intensa ocorrência e a necessidade do campo, a UCBVET Saúde Animal desenvolveu o medicamento Cursotrat – um antimicrobiano de amplo espectro com fórmula exclusiva, à base de prata coloidal.  “O produto possui uma poderosa ação antibacteriana e provoca um aumento na taxa sanguínea de leucócitos, aumentando a resistência orgânica do animal contra os processos infecciosos. Além disso, o Cursotrat exerce ação oxidante sobre as toxinas bacterianas, reduzindo-as a substâncias inofensivas ao organismo animal”, finaliza.

Sobre a UCBVET Saúde Animal – A indústria de medicamentos veterinários possui, atualmente, em seu portfólio, 54 produtos em 84 apresentações, fornecidos para todo território nacional e diversos países. Sua equipe é composta por profissionais altamente qualificados, que incluem médicos veterinários, farmacêuticos, químicos, biólogos e zootecnistas. Suas linhas compreendem medicamentos veterinários de ação terapêutica (hormônios, anti-inflamatórios, analgésicos, antitóxicos e reconstituintes orgânicos), antiparasitários (endectocidas, endoparasiticidas e ectoparasiticidas) e antimicrobianos. A companhia possui laboratórios em Jaboticabal e uma Unidade de Negócios em Ribeirão Preto, ambas no interior do Estado de São Paulo. Uma das mais tradicionais empresas do segmento no Brasil, a UCBVET Saúde Animal fabrica medicamentos para animais de produção (bovinos, bubalinos, suínos, ovinos, caprinos, equinos e aves) e de companhia (cães e gatos) desde 1917, quando foi criada pelo empresário João Brunini. Conquistando um espaço cada vez maior nos mercados nacional e internacional, a indústria está entre as 10 melhores empresas do setor, pelo segundo ano consecutivo, no Anuário do Agronegócio editado pela revista Globo Rural.

Milagre do Verbo Agência de Comunicação
Fones corporativos: (16) 3941-6921   |   3443-3443   |   3236-6249   |   9-9201-7887
Atendimento: Caroline Silva (16 – 9-9111-6557) e Fernando Bueno (16 – 9-9131-5326)
E-mails: caroline.silva@milagredoverbo.com.brfernando.bueno@milagredoverbo.com.br
Facebook: www.facebook.com/milagredoverbocomunicacao – Twitter: @milagredoverbo Site: www.milagredoverbo.com.br


Leia Também

UCBVET recebe visita de estudantes do curso de comércio exterior da UNAERP
UCBVET destaca na Megaleite soluções para melhorar a produtividade da pecuária leiteira
Perda de bezerros por diarreia pode ser evitada com manejo correto
UCBVET avança no mercado latino-americano e terá linha pet vendida no Peru