Cirurgia reconstrutiva pode garantir qualidade de vida a animais acidentados

Milagre do Verbo Agência de Comunicação / 05/11/2015

A cirurgia é uma das modalidades de tratamento mais antigas da Medicina Veterinária. Os procedimentos mais realizados, hoje, no Brasil, são as do sistema reprodutor – a chamada castração. No entanto, outras áreas também têm ganhado destaque, como é o caso das reconstrutivas. “Essa intervenção é realizada para reparar ou reconstruir uma área do corpo, que tenha sido danificada ou destruída por um acidente, doença ou aparecimento de tumores. Fazendo uso dessa técnica, a morbidade dos pacientes é bem menor e os resultados estéticos, a qualidade de vida e o bem-estar também são melhores”, afirma Karina Kowalesky, médica veterinária da UCBVET Saúde Animal.

Um caso de cirurgia reconstrutiva que ganhou repercussão na mídia foi o do poodle Cupcake, que teve duas patas amputadas após um atropelamento em 2014. Depois da operação e sucesso na recuperação, o animal ganhou, de sua dona, um perfil no Instagram, no qual são publicados, diariamente, vídeos e fotos do cão. Atualmente, ele possui cerca de 1.800 seguidores na rede social, que admiram o exemplo de superação após ter voltado a se equilibrar, correr e brincar. “As técnicas cirúrgicas têm evoluído bastante e contribuem para o aumento da expectativa de vida dos animais, pois facilitam o retorno a suas atividades após o tratamento”, ressalta Karina.

Solução

Para casos de ferimentos antigos ou recentes, a UCBVET possui em seu portfólio o Pomadol®, medicamento anti-infeccioso e cicatrizante. “A preocupação com os cuidados no pré e no pós-operatório é um fator preventivo de possíveis complicações. O produto contém, em sua formulação, substâncias que impedem a reprodução de bactérias, ajuda na cicatrização e proporciona alívio sobre a dor e a coceira”, conclui a médica veterinária Karina Kowalesky.


Leia Também

IBGE: Em relatório 2015 das proteínas, aves e suínos protagonizam recorde de abates
Novas exigências internacionais de nutrição de bovinos de corte salientam sustentabilidade na produção
Pecuaristas de leite receberão assistência técnica com investimento federal de R$ 18,6 milhões
Brasil avança na exportação de carne suína para México e Coréia do Sul