Animal ativo

Suínos

Flunixina Injetável UCB

Flunixina Injetável UCB

Potente anti-inflamatório com atividade analgésica e antipirética, indicado para bovinos, equinos e suínos.

Indicação:

Bovinos
bovinos
Equinos
equinos
Suínos
suinos

Bula

Flunixina Injetável UCB

 

FÓRMULA: 


Cada mL contém:

Megluminato de  flunixina 91,243 mg*
Veículo q.s.p 1 mL
  • *equivalente a 55 mg de flunixina base.


INFORMAÇÕES GERAIS:


FLUNIXINA INJETÁVEL UCB® é um anti-inflamatório não hormonal e não esteroidal. Potente inibidor da ciclo-oxigenase, com atividade anti-inflamatória, antipirética, analgésica e antiendotóxica. FLUNIXINA INJETÁVEL UCB® é recomendada para equinos utilizados para pratica de esporte ou lazer, para bovinos e suínos em todos os casos de dor, febre ou imflamação.

 

INDICAÇÕES:


Indicado para alívio da inflamação e da dor associada com desordens musculoesqueléticas nas espécies bovina, suína e equina. Também é indicado para alívio da dor visceral associada à colicas em equinos.


POSOLOGIA E MODO DE USAR: 


Equinos: Para alívio da dor associada com cólicas nos equinos administrar 1 mL de FLUNIXINA INJETÁVEL UCB (1,1 mg/kg) para cada 50 kg de peso corpóreo, por via intravenosa (IV).

Bovinos, equinos e suínos: Para o alívio da dor, processos inflamatórios, febre, endotoxemia e nas disordens musculoesqueléticas, administrar por via intramuscular ou intravenosa 1 mL de FLUNIXINA INJETÁVEL UCB para cada 50 kg de peso (1,1 mg/kg) por dia.

Alterações na dose e no intervalo de aplicações podem ser feitas a critério do Médico Veterinário.

CONTRAINDICAÇÕES:


Não aplicar em touros reprodutores.

Não aplicar em aniamis com histórico de hipersensibilidade à droga.

Aplicar com cautela em animais com úlcera gástrica pré-existentes, doenças renal, hepática ou hematológicas.

PRECAUÇÕES E EFEITOS COLATERAIS:


Utilizar sempre agulhas e seringas descartáveis.

Injeções intramusculares em equinos podem causar irirtação, enrijecimento e edemas locais.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS


Evite o uso concomitante do megluminato de flunixina com outros anti-inflamatórios esteroidais ou não esteroidais (AINES) tais como fenilbutazona, pois pode aumentar a probabilidade de efeitos adversos no sistema digestório. O uso concomitante do megluminato de flunixina com antibióticos ciclosporínicos podem elevar os níveis sanguíneos dos ciclosporínicos e aumentar o risco de nefrotoxicidade. Usar com cautela o megluminato de flunixina quando associados a antibióticos aminiglicosídeos, tais como a gentamicina e amicacina, e com uso de anticoagulantes orais tais como varfarina, pelo elevado risco de hemorragias.

PERÍODO DE CARÊNCIA:

ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA

BOVINOS E SUÍNOS:                                                                                           ABATE: O ABATE DOS ANIMAIS TRATADOS SOMENTE DEVE SER REALIZADO 6 DIAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO.

BOVINOS - LEITE: O PRODUTO NÃO REQUER PERÍODO DE CARÊNCIA PARA O CONSUMO DE LEITE DOS BOVINOS TRATADOS VIA INTRAMUSCULAR.

LEITE: O LEITE DOS ANIMAIS TRATADOS POR VIA INTRAVENOSA COM ESTE PRODUTO NÃO DEVE SER DESTINADO AO CONSUMO HUMANO ATÉ 2 DIAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO DESTE PRODUTO.

A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO.
 

APRESENTAÇÃO:


  • Frasco-ampola de vidro contendo 10 mL, 50 mL e 100 mL.

Venda sob prescrição do Médico Veterinário

Conservar à temperatura ambiente (15°C a 30°C) ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos
 

Resp. Téc. Méd. Vet.: Dra. Thaís Marino Silva Girio:

CRMV/SP 17.469

Licenciado no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: 
sob nº 7.986 em 31/10/2001